quinta-feira, 30 de abril de 2009

Uma droga, no duro.

Ok. Estou aqui [pela primeira vez] para publicar uma resenha que foi nossa prova de Língua portuguesa nesse semestre. A resenha foi escrita pela Aline Alli e foi a melhor da turma, no duro. [/nomeuconceito,ksaoksoaksoa

Um livro desagradável explicado por uma ‘desagradável’.


Uma droga, no duro.

Título: O apanhador no campo de centeio – “The catcher in the rye”.

Autor: J. D. Salinger

Ano: 1951

Gênero: Romance

Editora: Editora do Autor

“O apanhador no campo de centeio” é narrado pelo adolescente Holden. O romance começa com sua expulsão do internato onde estudava, saindo de lá decide não ir para casa de imediato. Encontra algumas pessoas, e durante esse período nos mostra sua visão do mundo, das pessoas e de si mesmo.

Com uma linguagem coloquial e com gírias pra burro, o livro – fora de brincadeira! – começa interessante, no duro:

“Se querem ouvir o que aconteceu, a primeira coisa que vão querer saber é onde eu nasci, como passei a porcaria da minha infância, o que meus pais faziam antes que eu nascesse e toda essa lengalenga tipo David Copperfield, mas, para dizer a verdade, não estou com vontade de falar sobre isso.” (...).

Nos primeiros dez capítulos eu estava com vontade de ler sobre isso e tudo, mas do capítulo dezesseis em diante, no duro, não resta interesse algum. A leitura se torna cansativa pra chuchu. Holden não tem vontade de contar a história, mas mesmo assim continua contando. Eu não tive vontade de ler, mas continuei lendo - no duro.

Criticando tudo e todos, Holden mostra-se deprimindo e tudo em certos pontos, carentes em outros. Admira seus irmãos, o mais velho ele considera vendido por desperdiçar seu talento em Hollywood, que – fora de brincadeira – ele odeia e critica o cinema o tempo todo, no duro. Seu irmão, Allie, morreu ainda criança e é citado pra burro. Phoebe, sua irmã mais nova é venerado por ele e tudo.

Em uma conversa com Phoebe, ela diz:

“Você não gosta de nada que está acontecendo.”

Ele diz que gosta, mas não consegue pensar em nada que realmente goste, ou coisa que o valha. Nessa hora ele cita o poema de Robert Beum, que possivelmente deu origem ao título do livro:

“Se alguém encontra alguém atravessando o campo de centeio”

Onde Holden conta se imaginar em uma campo de centeio com crianças indo em direção a um precipício e ele tendo que “apanhá-las” e tudo. Mas, quem parece estar caindo em todo o romance é ele. Mas não estou com muita vontade de falar sobre isso.

Nada é claro no “Apanhador no campo de centeio”, há possibilidades – pra chuchu! – de interpretação do livro. Holden pode ser um louco que inventa toda estória, pois no final do livro ele está sendo tratado por um psicanalista. O romance também pode ser uma autobiografia disfarçada, J. D. Salinger tem muito em comum com seu personagem, no duro.

Grandes mistérios cercam o apanhador, o que fez com que o livro virasse o que virou, no duro.

Conflitos de um adolescente que não quer crescer, de um louco internado em um hospício, no duro, eu o abandonaria no campo de centeio ou coisa que o valha.

Aline Alli


By Brunna Odete

15 comentários:

  1. Dayane ( amiga intrujona da Aline que esta invadindo aqui kkkkkkk ) no duroquinta-feira, 30 de abril de 2009 22:52:00 BRT

    Aline escreve bem pra burro, no duro !

    ResponderExcluir
  2. Podes cre Dayane. Ele escreve bem... pra burro ! aoksoaksoaks

    ResponderExcluir
  3. Pede a Aline pra levar a crônica do ônibus , é a melhor dela ! Muito boa !;]

    ResponderExcluir
  4. POw ela tava falando dessa crônica hj, falo que vc adora

    ResponderExcluir
  5. Brunna, deixa de ser desagradável e comenta com seu nome ao invés do login do blog! :S
    mwahahaha
    E sim, a resenha ficou muito boa...
    A minha se resume a 4 páginas, e eu tirei um 9...
    ó céus

    ResponderExcluir
  6. Caraca manée é muitoo desagradavel.. temm que reclamar de tudoo. Eu queria comentar daquele jeitoo me deixaa.. skaoskaoskas
    Tava tão bom daquele jeito!

    ResponderExcluir
  7. A minha eu prefiro nem comentar... deixa ela quardadinha,quietinha.. aksaoksoakso

    ResponderExcluir
  8. Calaboca! hahaha
    pow Brunna, posta a sua aê!
    A Conceição não devolveu a minha! /_\
    hahahaha

    ResponderExcluir
  9. Nãããão vo postaaa !!! E desagradáável é tu !!! okaOKSAOSKAOKSOAS

    ResponderExcluir

Seja agradável, comente!